sexta-feira, 14 de agosto de 2015

10 Filmes Franceses Para Rir e Chorar!

Quando falamos de cinema nos restringimos muito aos grandes blackbusters do mercado americano, porém nos últimos tempos temos visto que longas estrangeiros tem chamado a atenção daqueles que fuçam a internet em busca que novas histórias. Para aqueles que evitam películas francesas por as considerarem complexas e cheias de crises existenciais, vão se surpreender com o humor e a qualidade dos roteiros destes filmes.

10 - Peso Morto - Le Boulet
Filme de 2002 conta a divertida história de um gangster e um agente penitenciário. Depois de um ataque, Moltes um criminoso perigoso é preso pela polícia. Uma vez na prisão, ele conhece um guarda, que entrega um bilhete de loteria. Faltando poucos dias para Moltez sair em liberdade seu bilhete é premiado, porém a esposa de Reggio - o carcereiro que guardava seu bilhete - parte para um rally na África. Moltez pensa que  Reggio fugiu com seu bilhete e foge da cadeia para caçar o carcereiro, ao encontrá-lo  ele descobre a verdade e os dois partem para África em busca da esposa de Reggio, mas o que eles não sabem é que nessa jornada também serão caçados por um velho inimigo de Moltez.

09 -  O Fabuloso Destino de Amélie Poulain - Le fabuleux destin d'Amélie Poulain
O filme conta a história de Amélie, uma menina que cresce isolada das outras crianças. Isso acontece porque o seu pai acha que Amélie possuí uma anomalia no coração, já que este bate muito rápido durante os exames mensais que o pai faz na menina. Na verdade, Amélie fica nervosa com este raro contato físico com o pai. Por isso, e somente por isso, o seu coração bate mais rápido que o normal. Seus pais, então, privam Amélie de frequentar escola e ter contato com outras crianças. A sua mãe, que é professora, é quem a alfabetiza até falecer. A sua infância e a morte prematura de sua mãe acabam por influenciar fortemente o desenvolvimento de Amélie e a forma como ela se relaciona com as pessoas e com o mundo depois de adulta. Após a sua maioridade, muda-se do subúrbio para o bairro parisiense de Montmartre, onde começa a trabalhar como garçonete. Certo dia, encontra no banheiro do seu apartamento uma caixinha com brinquedos e figurinhas pertencentes ao antigo morador do apartamento. Decide procurá-lo e entregar o pertence ao seu dono, Dominique, anonimamente. Ao notar que ele chora de alegria ao reaver o seu objeto, a moça fica impressionada e remodela a sua visão do mundo.
A partir de então, Amélie engaja-se na realização de pequenos gestos a fim de ajudar e tornar mais felizes as pessoas ao seu redor. Ela ganha aí um novo sentido para a sua existência. Numa destas pequenas grandes ações, ela encontra um homem. E então o seu destino muda para sempre.

08- Eu, Mamãe e os Meninos  - Le Garçons Et Guillaume À Table
Eu, Mamãe e os Meninos : Poster
Guillaume (Guillaume Gallienne) tem uma história de vida curiosa: quando era criança, sua mãe autoritária sempre pensou que ele fosse diferente dos irmãos, e decidiu criá-lo como uma garota. Anos depois, já adulto, ele relata a relação complicada que tinha com o pai, os maus-tratos dos colegas de escola e seus primeiros amores. Depois de várias confusões e histórias engraçadas, Guillaume decide fazer uma peça de teatro para contar como consegui finalmente fazer as pazes com a sua sexualidade.
07 - Um Plano Perfeito - Un Plan Parfait
Um Plano Perfeito : Poster
Uma mulher bem sucedida e apaixonada por seu namorado tenta quebrar a tradição de sua família, em que todo primeiro casamento acaba em divórcio. Para isso ela criou um plano perfeito: casar-se com um estranho qualquer e divorciar-se dele para depois ficar com seu namorado para sempre. Isso poderia dar certo se o homem escolhido não fosse um irritante redator de guias de viagem que ela tem que acompanhar de Kilimanjaro a Moscou.  

06 - Os Olhos Amarelos dos Crocodilos - Les Yeux jaunes des crocodiles
Os Olhos Amarelos dos Crocodilos : Poster
Duas irmãs têm uma relação conflituosa: Iris (Emmanuelle Béart) leva uma vida fútil e luxuosa, sem trabalhar, já Joséphine (Julie Depardieu) trabalha como pesquisadora da Idade Média, mas não tem o reconhecimento da família, e acaba de passar por uma ruptura amorosa. Um dia, para impressionar um amigo que é editor, Iris diz que está escrevendo um livro, justamente sobre a Idade Média. Para sustentar a mentira, ela pede a Joséphine que escreva um livro de verdade, deixando a irmã levar o mérito em troca de dinheiro. Quando o livro inesperadamente obtém sucesso, as duas irmãs entram em rota de colisão.  Patrick Bruel grande nome da Chanson Française faz uma participação neste longa.

05 - Sexo, Amor e Terapia - Tu veux ou tu veux pas
Sexo, Amor e Terapia : Poster
Judith (Sophie Marceau) é uma mulher que vive abertamente a sua sexualidade, mantendo casos com diversos homens; já Lambert (Patrick Bruel) é um viciado em sexo que tenta justamente pensar em outra coisa e conter os seus desejos. Quando Judith passa a trabalhar como assistente no consultório de Lambert, a situação logo fica complicada para os dois. Bruel da as caras neste longa também, porém agora explorando sua veia cômica.

04 - Incompatíveis -De l'autre côté du périph
De l'autre côté du périph : Poster
Certa manhã, é encontrado o corpo de Eponine Chaligny, esposa do influente Jean-Eric Chaligny (André Marcon), primeiro patrono da França. Neste dia, duas pessoas de mundos completamente opostos vão se cruzar: Ousmane Diakhaté (Omar Sy), policial do subúrbio e François Monge (Laurent Laffite), comandante da famosa polícia criminal de Paris. Esta investigação irá levá-los dos bairros nobres ao subúrbio da cidade, revelando um mundo de diferenças e contradições. O interessante é que de cara nota-se que o personagem de Omar Sy tem muita influência de Axel Foley, icônico personagem de Eddie Murphy em Um Tira da Pesada.

03 -  Como Arrasar um Coração - L'Arnacoeur
Como Arrasar um Coração : Poster
Alex (Roman Duris), sua irmã Mélanie (Julie Ferrier) e o cunhado Marc (François Damiens) administram juntos um negócio inusitado: uma agência especializada em romper relacionamentos. Os altos custos para criar as farsas que possibilitam o fim dos relacionamentos e a vida que Alex leva, incompatível com sua renda, fazem com que eles devam um alta quantia. É quando o trio recebe um novo desafio: impedir que Juliette (Vanessa Paradis) e Jonathan (Andrew Lincoln) se casem. O problema é que eles aparentam ser o casal perfeito. Precisando desesperadamente do dinheiro, Alex passa por cima de seus princípios e aceita o trabalho. Ele aproveita os poucos dias que Juliette terá sozinha para se aproximar dela, fingindo ser um guarda-costas, porém nem tudo sai como ele esperava.

02 - A Família Bélier - La Famille Bélier
Paula (Louane Emera) é uma adolescente francesa que enfrenta todas as questões comuns de sua idade: o primeiro amor, os problemas na escola, as brigas com os pais... Mas a sua família tem algo diferente: seu pai (François Damiens), sua mãe (Karin Viard) e o irmão são surdos e mudos. É Paula quem administra a fazenda familiar, e que traduz a língua de sinais nas conversas com os vizinhos. Um dia, ela descobre ter o talento para o canto, podendo integrar uma escola prestigiosa em Paris. Mas como abandonar os pais e os irmãos? 
Embora o enrredo pareça se tratar de um filme dramático, A Família Bélier é um filme muito cõmico e rende muitas gargalhadas, porém para não perder nada, mesmo para aqueles que preferem assistir filmes dublados é recomendável assistir o este com legenda. Estrela do filme, Louane Emera recebeu por sua atuação neste filme, o prêmio máximo do cinema francês. Ela é neta de Brasileiros e foi descoberta no The Voice France.

01- Intocáveis -  Intouchables
Philippe (François Cluzet), um refinado multimilionário tetraplégico francês, precisa de um auxiliar de enfermagem para o auxiliar nas suas atividades rotineiras. O contratado é Driss (Omar Sy), um senegalês radicado nos subúrbios de Paris, que acaba de cumprir uma pena de seis meses de prisão e que não tem qualquer formação para o cargo, porém Driss de uma forma um tanto "errada" faz Phillippe ter prazer pela vida novamente.
De todos os filmes franceses lançado nos últimos anos, podemos dizer que este é o mais popular, de modo que chamou abriu as portas do cinema internacional para o ator Omar Sy, que ganhou grande visibilidade no cinema internacional.
Intocáveis é o filme mais rentável da história do cinema francês e o projeto de uma refilmagem  estrelada por Colin Firth e Kevin Hart está em andamento.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

E VAMOS FALAR SOBRE OSCAR

Neste domingo acontece a grande noite do cinema. E antes que a premiação comece,  resolvi dar uma passada pra falar um pouco sobre os filmes indicados. E vamos direto ao ponto.

Selma: Um ótimo filme, forte e comovente que relata um importante episódio da história americana. Um episódio que não deve ser esquecido e refleti uma luta constante contra o racismo. Só acredito que merecia muito mais indicações, mas sabe como é né, a elite branca americana não gosta de tocar na ferida do seu país "perfeitinho".
Boyhood: Um filme destinado apenas aos espectadores que sabem apreciar o cinema cult.
Birdman: Não vou fazer como muitos e fingir que entendi o longa. No meio de um show de egos eu ainda estou tentando entender aquele filme. rsss
O Jogo da Imitação: Filme bom, elenco maravilhoso.
A Teoria de Tudo: Ameeeeei, filme incrível, não é pra menos se considerarmos que o longa conta a história de uma das pessoas mais incríveis que se tem notícia. Espero que Eddie Redmayne leve a estatueta de melhor ator, é o meu favorito.
O Grande Hotel Budapeste: Outro filme que eu amei, meu segundo favorito depois de A Teoria de Tudo, porém acho que nenhum leva melhor filme :(. Espero estar equivocada.
Whiplash: Deste filme eu já falei, adorei tbm, J K Simons é o meu favorito pra melhor ator coadjuvante. 
Sniper Americano: Sabe como é né...um filme de Clint Eastwood dispensa comentários, confesso que se esse levar melhor filme ou melhor ator ficarei triste. Bradley Cooper é incrível, mas se ele levar a estatueta esse ano não vai ser justo.

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Whiplash: e J K Simmons é o novo Sargento Hatman

Whiplash - Em Busca da Perfeição
Drama - 2014 (Estados Unidos)
Distribuidora: Sony Pictures
Direção/Roteiro: Damien Chazelle
Elenco: Miles Teller, J.K. Simmons, Melissa Benoist, Paul Reiser, Austin Stowell, Nate Lang.
 
Andrew Neymar (Miles Teller) sonha em ser um grande nome da música, para isso ingressa em um importante conservatório onde o renomado Terence Fletcher (J K Simmons) leciona e só escolhe o melhor do melhor. Dono de um método abusivo Fletcher procura através de suas afrontas incentivar seus pupilos a superarem a si mesmos, porém para alguns tal método não tem muito êxito, porém este não é o caso do protagonista que surpreende. A determinação de Andrew regada a muito esforço, ou melhor, regadas a lágrimas, olheiras, suor e sangue é capaz de desanimar aqueles que aspiram fazer parte do mundo que nos é apresentado. A respeito de Fletcher, esqueça o cômico,zangado e pão duro J.J. Jameson da trilogia Spider Man de Sam Raimi e volte lá pelos anos 80, mas precisamente em Nascido Para Matar, pois é certeza que para aqueles que viram o longa de 1987, imediatamente associarão o personagem de Simmons ao Sargento Hatman - personagem de Ronald Lee Ermey - nas primeiras cenas  do ensaio, quebrando o ar de monótono que o filme aparenta nos primeiros minutos.
E assim J K Simmons, muito merecidamente é forte candidato ao oscar de melhor ator coadjuvante de 2015. O enredo do longa leva o espectador a varias sensações com seu ritmo empolgante. O Filme é praticamente todo de Teller e Simmons, com ótimas atuações e um roteiro muito bem escrito pelo diretor Demien Chazelle de Toque de Mestre (2013).
Estabelecendo uma energia intensa, Chazelle conseguiu por Whiplash na corrida pela estatueta de Melhor Filme e Melhor Roteiro Adaptado. 
 
 

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Trailer do Novo Longa de Stephen Daldry Traz Boas Expectativas

http://www.trashofilme.com.br/
Trash- A Esperança vem do Lixo é o novo longa do renomado Stephen Daldry (O leitor, Billy Elliot). O longa é uma  adaptação do livro Trash, de Andy Mulligan, e conta com grandes nomes do cinema nacional, internacional e é claro, caras novas que depois do filme provavelmente se tornarão possíveis integrantes de alguma produção da tv brasileira. Entre os renomados temos Martin Sheen, Rooney Mara, o grande faca na caveira Wagner Moura e eterno Chicó Selton Melo. Os protagonistas do longa, são 3 garotos Rickson Tevez, Eduardo Luis e Gabriel Weinstein, as caras novas que mencionei. Os 3 vivem Raphael, Gardo e Rato, meninos de rua que vivem num lixão. Certo dia um deles encontra algo inesperado e é ai que o bicho começa a pegar. 


Sobre os intérpretes dos protagonistas Daldry foi só elogios - É incrível entrar nessa jornada no momento mais excitante da história recente do Brasil e estou particularmente orgulhoso de apresentar três dos mais extraordinários jovens atores com quem já trabalhei. - declarou o diretor.

 

O longa chega esta sexta (09.10.2014) nos cinemas e pelo trailer podemos esperar por mais uma obra prima de Daldry.


segunda-feira, 6 de outubro de 2014

AMERICAN SNIPER - TEM CHEIRO DE INDICAÇÃO NO AR...SERÁ?


Em dezembro, chega as telas dos EUA o novo longa de Clint Eastwood, American Sniper, filme baseado no livro homônimo de Chris Kyle, atirador de elite texano. Protagonizado por Bradley Cooper - que eu espero que seja indicado -  a cinebiografia mostra a vida de Kyle como atirador da marinha no Iraque ao longo de uma década (1999-2009), período em que registrou pelo menos 160 assassinatos em serviço, tornando-se o atirador de elite mais letal da história dos EUA, porém suas atividades no trabalho refletem em sua vida pessoal, de modo que ele falha na devoção à vida familiar.

Com um enredo desses e Eastwood na direção, é fácil concluir que o diretor lança ai sua corrida para algumas indicações ao oscar. Será? Vamos aguardar, pois o fim do ano está chegando e a temporada de  filmes deste nível e premiações está quase ai.

Bom pra gente! 



Saiba mais sobre este filme. Clique aqui .

domingo, 17 de agosto de 2014

5+ : Robin Williams


Quem viveu os mágicos anos 90 deve ter se encantado com as aulas do Sr. Keating, adorado viajar pra Jumanji, se encantado com o pioneiro dr. da alegria Patch Adams e adorado retornar a Terra do nunca com um Peter Pan já adulto. Sim, estou falando de Robin Williams. Esta semana muitos tomaram um susto com a notícia de seu falecimento.  Aos 63 anos ao ator foi encontrado inconsciente em sua casa na Califórnia. A causa da morte foi asfixia devido a enforcamento. Por anos sabe-se que Robin havia enfrentado problemas com álcool, drogas e depressão. Segundo Mara Buxbaum, agente do ator, Williams estava "lutando contra uma depressão severa", ultimamente. A ultima vez que lembro de ter ficado realmente triste com a morte de um ator foi quando soube de Heath Ledger e Cory Monteith. Tomei um susto, quando no meio da aula de Brasil I resolvi dar uma olhadela no facebook e dei de cara com a notícia da morte de Robin. Apesar do trágico acontecimento, Robin já está imortalizado pela sétima arte. Não se pode negar que o ator marcou a infância de uma geração. Sendo assim resolvi fazer a lista dos 5 filmes que mais gosto  do ator, confesso que não foi nada fácil selecionar. primeiro fiz uma lista de todos os filmes dele,  selecionei os preferidos, e depois criteriosamente escolhi os preferidos entre os preferidos rsss (entendeu?). Segue abaixo a lista.

 5° Bom Dia, Vietnã - Quem nunca imitou o GOOOOOOOD MORNING VIETNAM!



Em 1965, o DJ Adrian Cronauer é recrutado para comandar o programa de rádio das forças armadas estado-unidenses no Vietnã. Irreverente, ele agrada aos soldados, mas enfurece Steven Hauk, um segundo-tenente e superior imediato de Cronauer, que tinha uma necessidade enorme de provar que era superior hierarquicamente. Movido pela inveja e ciúme, ele tenta prejudicar Cronauer, mas a sua popularidade é tal que é protegido pelos altos escalões.





4° Patch Adams - O Amor é Contagioso - Chorei Horrores


Após uma tentativa de suicídio e voluntariamente ser internado em um hospital psiquiátrico, Hunter "Patch" Adams descobre um belo dom de poder ajudar as pessoas usando o bom humor. Dois anos depois, Patch entra em uma universidade de medicina para se formar como um respeitável médico e ajudar o mundo colocando alegria no coração de seus pacientes. Em uma classe cheia, com pessoas desconfiando de suas notas e julgando mal seu modo de alegrar os doentes, Patch vai lutar contra um desafio, mas com isso vai pôr uma mensagem dentro da universidade que não só contagiará de alegria seus amigos, como também o mundo todo, pois ele provará que o amor é contagioso. Mostrando a alegria de fazer seus pacientes felizes, dizendo que: você prefere terminar a vida, com alegria, coisas legais e humor, ou continuar a desgraça que é morrer, na tristeza, na ruindade? sendo uma das frases mais conhecidas em seu livro e história. Patch Adams afirma não lembrar de onde veio o nome, mas Patch faz nós sabermos que ele é uma pessoa que mudou muitas outras pessoas.

3° Jumanji -  Quem nunca quis esse jogo de tabuleiro?

Em 1869, dois garotos apavorados enterram um baú e, cem anos depois, Alan Parrish, o filho de um empresário, descobre que dentro dele há um jogo chamado Jumanji. Quando começa a jogar com uma amiga, Sarah Whittle, ele logo é penalizado a ficar na floresta até que alguém tire um cinco ou um oito na soma dos dados. Como na jogada seguinte a garota é atacada por morcegos, em virtude de seu posicionamento no tabuleiro, o jogo é interrompido e ele imediatamente fica preso dentro de Jumanji. Mas, vinte e seis anos depois, duas crianças começam a jogar e uma acaba libertando Alan, já sendo um homem bem barbado. Porém, a única forma de deixar tudo como antes é terminar a partida, mas para isto é preciso achar a participante da partida de 1969, que já se tornara uma mulher, ainda amedrontada com os episódios de 26 anos atrás. Juntos eles enfrentam perigos, que surgem a cada jogada, e enquanto o jogo se desenrola a cidade se transforma em um caos, pois animais selvagens, plantas assassinas e até um caçador de pessoas saem do tabuleiro e vão permanecer enquanto o jogo não terminar.

2° Amor Além da Vida -  Chorei de novo



Chris Nielsen, Annie e seus filhos consideram-se uma família feliz. Mas de forma inesperada os filhos morrem num acidente e Annie, em especial, fica muito abalada com o acontecimento.
Quatro anos depois, eles retomam as suas vidas, mas de novo a família é abalada pela morte de Chris num acidente e a sua alma vai para o Paraíso. Chegando lá começa a ter várias surpresas agradáveis, infelizmente depois de alguma alegria, ele fica a saber que a sua mulher Annie, desesperada pelo seu sofrimento, tinha cometido suicídio, e por isso os seu familiares não poderiam nunca mais se encontrar.
Chris vai então, em busca dela em uma jornada espiritual baseada na descrita por Dante Alighieri em sua obra mais famosa A Divina Comédia , mesmo a saber que ela não o reconhecerá. Mas como ele sempre dizia a todos da família "nunca desista" chegou a hora de pôr em prática, desta forma tendo o filme um final surpreendente.

1° Sociedade dos Poetas Mortos - Mr. Keating inspirou a profissão de muitos da minha geração 

Recomendo Forever: Sociedade dos Poetas Mortos
http://cinemacomrapadura.com.br/rapaduracast-podcast/8958/rapaduracast-309-forever-sociedade-dos-poetas-mortos/





Conta a história de um professor de poesia nada ortodoxo, de nome John Keating, em uma escola preparatória para jovens, a Academia Welton, na qual predominavam valores tradicionais e conservadores. Esses valores traduziam-se em quatro grandes pilares: tradição, honra, disciplina e excelência.
Com o seu talento e sabedoria, Keating inspira os seus alunos a perseguir as suas paixões individuais e tornar as suas vidas extraordinárias.
O filme mostra também que em certa altura da vida, as pessoas, em especial os jovens, deveriam opor-se, contestar, gritar e sobretudo ser "livres pensadores", e não deixar que ninguém condicione a sua maneira de pensar, mas também ensina esses mesmos jovens a usarem o bom-senso.
A Sociedade dos Poetas Mortos é formada por Todd A Anderson, Neil Perry, Steven K C Meeks Jr., Charlie Dalton, Knox T Overstreet, Richard S. Cameron e Gerard J Pitts.
Repleta de citações de grandes nomes da literatura de língua inglesa, como Henry David Thoreau, Walt Whitman e Byron, e de belas imagens metafóricas, Sociedade dos poetas mortos deixa uma profunda mensagem de vida sintetizada na expressão latina Carpe diem ("aproveite o dia"), cujo sentido é: aproveite, goze a vida, ela dura pouco, é muito breve. Uma das fontes originais do roteiro é certamente O Despertar da Primavera de Frank Wedekind, que enfoca jovens vivendo numa escola alemã no final do século XIX.
No entanto, ainda que tentando seguir a máxima latina de Carpe Diem, uma tragédia acaba por se abater sobre todos eles. Metaforicamente, um dos personagens principais, Neil Perry, é constantemente impedido de fazer o que deseja da sua vida (representar numa peça de teatro ou escrever num jornal, por exemplo) devido aos projetos que o seu pai tem para ele.

segunda-feira, 3 de março de 2014

12 anos de escravidão leva oscar de Melhor Filme

E quem diria que o primeiro oscar de Brad Pitt viria como produtor e não como ator.


"12 anos de escravidão" recebeu o prêmio de Melhor Filme e "Gravidade" levou sete estatuetas neste domingo (2). A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood entregou os prêmios da 86ª edição do Oscar, em Los Angeles, nos EUA. A apresentadora e comediante Ellen DeGeneres foi a anfitriã da cerimônia
12 anos de escravidão" fez do britânico Steve McQueen, de 44 anos, o primeiro cineasta negro a dirigir uma produção que venceu o principal prêmio de Hollywood, de Melhor Filme. "Agradeço a todos que merecem não só sobreviver, mas viver. Dedico a todos que sofreram com a escravidão e ainda sofrem hoje", disse o diretor.
O mexicano Alfonso Cuarón se tornou o primeiro latino-americano a ganhar o prêmio de Melhor Diretor, por "Gravidade". O longa também ficou com a maior parte dos prêmios técnicos: Montagem, Fotografia, Edição de Som, Mixagem de Som, Efeitos Visuais e Trilha Sonora.
Os atores de "Clube de compras Dallas" ficaram com o prêmio de atuação masculina: Matthew McConaughey (Melhor Ator) e Jared Leto (Melhor Ator Coadjuvante"). Cate Blanchett foi premiada como Melhor Atriz, por "Blue Jasmine", dirigido por Woody Allen e Lupita Nyong'o, de "12 anos de escravidão", ficou com o prêmio de Atriz Coadjuvante.
'Selfie' e pizzas Durante a premiação, Ellen organizou uma "selfie" com seu celular, reunindo Meryl Streep, Julia Roberts, Lupita Nyong'o, Jennifer Lawrence e grande elenco. O post no Twitter com a foto tirada por ela superou 2 milhões de retweets, batendo recorde que era de Barack Obama. A pizza, pedida de brincadeira por Ellen durante a cerimônia, foi distribuída com ajuda de um entregador para Brad Pitt e outros atores das primeiras fileiras.
Veja abaixo a lista de vencedores que já foram anunciados no Oscar 2014 e os vídeos dos discursos Os filmes ganhadores estão marcados em negrito:



'Selfie' e pizzas
Durante a premiação, Ellen organizou uma "selfie" com seu celular, reunindo Meryl Streep, Julia Roberts, Lupita Nyong'o, Jennifer Lawrence e grande elenco. O post no Twitter com a foto tirada por ela superou 2 milhões de retweets, batendo recorde que era de Barack Obama. A pizza, pedida de brincadeira por Ellen durante a cerimônia, foi distribuída com ajuda de um entregador para Brad Pitt e outros atores das primeiras fileiras.

Veja abaixo a lista de vencedores que já foram anunciados no Oscar 2014 e os vídeos dos discursos Os filmes ganhadores estão marcados em negrito:
Filme "12 anos de escravidão"
"Gravidade"
"Trapaça"
"Capitão Phillips"
"Clube de compras Dallas"
"Ela"
"Nebraska"
"Philomena"
"O lobo de Wall Street"


Diretor Alfonso Cuarón, de "Gravidade"
Martin Scorsese, de "O lobo de Wall Street"
Steve McQueen, de "12 anos de escravidão"
Alexander Payne, de "Nebraska"
David O. Russell, de "Trapaça"


Atriz Cate Blanchett, de "Blue Jasmine"
Sandra Bullock, de "Gravidade"
Judi Dench, de "Philomena"
Amy Adams, de "Trapaça"
Meryl Streep, de "Álbum de família"


Ator
Christian Bale, de "Trapaça"
Bruce Dern, de "Nebraska"
Leonardo DiCaprio, de "O lobo de Wall Street"
Chiwetel Ejiofor, de "12 anos de escravidão"
Matthew McConaughey, de "Clube de compras Dallas"

Atriz coadjuvante
Sally Hawkins, de "Blue Jasmine"
Jennifer Lawrence, de "Trapaça"
Lupita Nyong'o, de "12 anos de escravidão"
Julia Roberts, de "Álbum de família"
June Squibb, de "Nebraska"


Ator coadjuvante
Barkhad Abdi, de "Capitão Phillips"
Bradley Cooper, de "Trapaça"
Michael Fassbender, de "12 anos de escravidão"
Jared Leto, de "Clube de compras Dallas"
Jonah Hill, de "O lobo de Wall Street"


Roteiro original
Eric Warren Singer e David O. Russell, de "Trapaça"
Woody Allen, de "Blue Jasmine"
Craig Borten e Melisa Wallack, de "Clube de compras Dallas"
Spike Jonze, de "Ela"
Bob Nelson, de "Nebraska"


Roteiro adaptado
Billy Ray, de "Capitão Phillips"
Richard Linklater, Julie Delpy e Ethan Hawke, de "Antes da meia-noite"
Steve Coogan e Jeff Pope, de "Philomena"
John Ridley, de "12 anos de escravidão"
Terence Winter, de "O lobo de Wall Street"

Maquiagem e cabelo "Clube de compras Dallas"
"Jackass apresenta: Vovô sem vergonha"
"O cavaleiro solitário"


Figurino
"Trapaça”
"O grande mestre"
"O grande Gatsby"
"The Invisible Woman"
"12 anos de escravidão


Animação
"Os Croods"
"Ernest & Celestine"
"Frozen: Uma aventura congelante" ( e alguém tinha dúvida?)
"Meu malvado favorito 2"
"Vidas ao vento"

Efeitos visuais "Gravidade"
"O hobbit: A desolação de Smaug"
"Homem de ferro 3"
"O cavaleiro solitário"
"Star trek: além da escuridão"


Curta-metragem
"Aquel no era yo"
"Avant que de tout perdre"
"Helium"
"Pitääkö Mun Kaikki Hoitaa?"
"The Voorman Problem"


Documentário em curta-metragem
"CaveDigger"
"Facing fear"
"Karama has no walls"
"The lady in number 6: Music saved my life"
"Prison terminal: The last days of private Jack Hall"


Documentário em longa-metragem
"The act of killing"
"Cutie and the Boxer"
"Dirty Wars"
"The Square"
"A um passo do estrelato"

Edição de som
"All Is Lost"
"Capitão Phillips"
"Gravidade"
"O hobbit: A desolação de Smaug"
"O grande herói"


Mixagem de som
"Capitão Phillips"
"Gravidade"
"O hobbit: A desolação de Smaug"
"Inside Llewyn Davis: Balada de um homem comum"
"O grande herói"


Curta-metragem de animação
"Feral"
"Get a horse!"
"Mr. Hublot"
"Possessions"
"Room on the broom"


Fotografia
"O grande mestre"
"Gravidade"
"Inside Llewyn Davis: Balada de um homem comum"
"Nebraska"
"Os suspeitos"


Edição
"Trapaça"
"Capitão Phillips"
"Clube de compras Dallas"
"Gravidade"
"12 anos de escravidão"


Filme estrangeiro
"Alabama Monroe" (Bélgica)
"A grande beleza" (Itália)
"A caça" (Dinamarca)
"The missing picture" (Camboja)
"Omar" (Palestina)


Design de produção
"Trapaça"
"Gravidade"
"O grande Gatsby"
"Ela"
"12 anos de escravidão"


Canção original
"Happy", de "Meu malvado favorito 2" – Pharrell Williams (música e letra)
"Let it Go", de "Frozen: Uma aventura congelante" – Kristen Anderson-Lopez e Robert Lopez (música e letra)
"The Moon Song", de "Ela" – Karen O (música e letra) e Spike Jonze (letra)
"Ordinary Love", de "Mandela: Long walk to freedom" – Bono, Adam Clayton, The Edge, Larry Mullen Jr. e Brian Burton


Trilha sonora original
John Williams, de "A menina que roubava livros"
Steven Price, de "Gravidade"
William Butler e Owen Pallett, de "Ela"
Alexandre Desplat, de "Philomena"
Thomas Newman, de "Walt nos Bastidores de Mary Poppins"

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

OH GOD! SAIU!!! INDICADOS AO OSCAR 2014

Acompanhamos no último domingo (12) a premiação do Globo de ouro, o que aumentou a expectativa pela espera dos indicados ao premio da academia deste ano. A espera acabou, na manhã desta Quinta-Feira a ator Chris Hemsworth foi porta voz da Academia e trouxe as boas novas.
Trapaça, do diretor David O. Russell, e a odisseia espacial Gravidade, do mexicano Alfonso Cuarón, dominam a corrida aos prêmios Oscar com 10 indicações. Em seguida ficou 12 Anos de Escravidão, com nove.
Segue a lista de indicados.

Melhor Filme
"12 anos de escravidão"
"Gravidade"
"Trapaça"
"Capitão Phillips"

"Clube de Compras Dallas"
"Ela"
"Nebraska"
"Philomena"
"O lobo de Wall Street"

Ator
Christian Bale, de "Trapaça"
Bruce Dern, de "Nebraska"
Leonardo DiCaprio, de "O lobo de Wall Street"
Chiwetel Ejiofor, de "12 years a slave"
Matthew McConaughey, de "Dallas Buyers Club"

Atriz
Cate Blanchett, de "Blue Jasmine"
Sandra Bullock, de "Gravidade"
Judy Dench, de "Philomena"
Amy Adams, de "Trapaça"
Meryl Streep, de "Álbum de família"

Ator coadjuvante
Barkhad Abdi, de "Capitão Phillips"
Bradley Cooper, de "Trapaça"
Michael Fassbender, de "12 years a slave"
Jared Leto, de "Dallas Buyers Club"
Jonah Hill, de "O lobo de Wall Street"

Atriz coadjuvante
Sally Hawkins, de "Blue Jasmine"
Jennifer Lawrence, de "Trapaça"
Lupita Nyong'o, de "12 years a slave"
Julia Roberts, de "Álbum de família"
June Squibb, de "Nebraska"

Animação
"Os Croods"
"Ernest & Celestine"
"Frozen: Uma aventura congelante"
"Meu malvado favorito 2"
"Vidas ao vento"

Melhor diretor
Alfonso Cuarón, de "Gravidade"
Martin Scorsese, de "O lobo de Wall Street"
Steve McQueen, de "12 years a slave"
Alexander Payne, de "Nebraska"
David O. Russell, de "Trapaça"

Roteiro adaptado
"Capitão Phillips"
"Antes da meia-noite"
"Philomena"
"12 anos de escravidão"
"O lobo de Wall Street"

Roteiro original
"Trapaça"
"Blue Jasmine"
"Clube de Compras Dallas"
"Ela"
"Nebraska"

Filme estrangeiro
"The broken circle"
"A grande beleza"
"A caça"
"The missing picture"
"Omar"

Documentário em longa-metragem
"The Act of Killing"
"Cutie and the Boxer"
"Dirty Wars"
"The Square"
"20 Feet from Stardom"


82ª cerimônia do Oscar será realizada dia 2 de março em Los Angeles. Agora é escolher os favoritos e torcer. Quem sabe este ano eu ganhe aquela promoção de um ano de cinema gratiz do CINEMARK! (kkk) :p

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

'Trapaça' e '12 anos de escravidão' vencem o Globo de Ouro 2014




Da esq. para dir., Lupita Nyong'o, Chimetel Ejiotor, o diretor Steve McQueen, Sarah Paulson e Michael Fassbender comemoram o Globo de Ouro de melhor filme de drama para '12 anos de escravidão'. (Foto: REUTERS/Lucy Nicholson)
O filme "Trapaça", com três prêmios, foi o principal vencedor da 71ª edição do Globo de Ouro, que aconteceu na noite deste domingo (12), em Los Angeles, nos EUA. "12 anos de escravidão", que, assim como "Trapaça", disputava sete categorias, ganhou apenas a de melhor filme de drama.


Da esq. para dir., Lupita Nyong'o, Chimetel Ejiotor, o diretor Steve McQueen, Sarah Paulson e Michael Fassbender comemoram o Globo de Ouro de melhor filme de drama para '12 anos de escravidão' (Foto: REUTERS/Lucy Nicholson)




— Cinema
Melhor filme – Drama
"12 anos de escravidão"
"Capitão Phillips"
"Gravidade"
"Philomena"
"Rush: No limite da emoção"

Melhor filme – Comédia ou musical
"Trapaça"
"Ela"
"Inside Llewyn Davis: Balada de um homem comum"
"Nebraska"
"O lobo de Wall Street"

Melhor ator – Drama
Chiwetel Ejiofor ("12 anos de escravidão")
Idris Elba ("Mandela: Long walk to freedom")
Tom Hanks ("Capitão Phillips")
Matthew McConaughey ("Clube de compras Dallas")
Robert Redford ("All is lost")


Melhor atriz – Drama
Cate Blanchett ("Blue Jasmine")
Sandra Bullock ("Gravidade")
Judi Dench ("Philomena")
Emma Thompson ("Walt nos bastidores de Mary Poppins")
Kate Winslet ("Refém da paixão")


Melhor ator – Comédia ou musical
Christian Bale ("Trapaça")
Bruce Dern ("Nebraska")
Oscar Isaac ("Inside Llewyn Davis: Balada de um homem comum")
Joaquin Phoenix ("Ela")
Leonardo DiCaprio ("O lobo de Wall Street")


Melhor atriz – Comédia ou musical
Amy Adams ("Trapaça")
Julie Delpy ("Antes da meia-noite")
Greta Gerwig ("Frances Ha")
Julia Louis-Dreyfus ("À procura do amor")
Meryl Streep ("Álbum de família")


Melhor ator coadjuvante
Barkhad Abdi ("Capitão Phillips")
Daniel Bruhl ("Rush: No limite da emoção")
Bradley Cooper ("Trapaça")
Michael Fassbender ("12 anos de escravidão")
Jared Leto ("Clube de compras Dallas")


Melhor atriz coadjuvante
Sally Hawkins ("Blue Jasmine")
Jennifer Lawrence ("Trapaça")
Lupita Nyong'o ("12 anos de escravidão")
Julia Roberts ("Álbum de família")
June Squibb ("Nebraska")


Melhor diretor
Alfonso Cuarón ("Gravidade")
Paul Greengrass ("Capitão Phillips")
Steve McQueen ("12 anos de escravidão")
Alexander Payne ("Nebraska")
David O. Russell ("Trapaça")


Melhor roteiro
Spike Jonze ("Ela")
Bob Nelson ("Nebraska")
Jeff Pope Steve ("Philomena")
John Ridley ("12 anos de escravidão")
David O. Russell ("Trapaça")


Melhor filme estrangeiro
“Azul é a cor mais quente”, da França
“A grande beleza”, da Itália
“A caça”, da Dinamarca
“O passado”, do Irã
“Vidas ao vento”, do Japão


Melhor canção original
"Atlas", de Chris Martin ("Jogos vorazes: Em chamas")
"Let it go", de Kristen Anderson Lopez e Robert Lopez ("Frozen: Uma aventura congelante")
"Ordinary love", do U2 ("Mandela: Long walk to freedom")
"Please Mr. Kennedy", de Ed Rush, George Cromarty, T Bone Burnett, Justin Timberlake, Joel Coen e Ethan Coen ("Inside Llewyn Davis: Balada de um homem comum")
"Sweeter than fiction", de Taylor Swift ("One chance")


Melhor trilha original
"All is lost"
"Mandela: Long walk to freedom"
"Gravidade"
"A menina que roubava livros"
"12 anos de escravidão"


Melhor animação
"Os Croods"
"Frozen: Uma aventura congelante"
"Meu malvado favorito 2"


— TV
Melhor série de TV – Drama
"Breaking bad"
"Downton Abbey"
"The good wife"
"House of cards"
"Masters of sex"


Melhor ator em série de TV – Drama
Bryan Cranston ("Breaking bad")
Liev Schreiber ("Ray Donovan")
Michael Sheen ("Masters of sex")
Kevin Spacey, ("House of cards")
James Spader ("The blacklist")


Melhor atriz em série de TV – Drama
Julianna Margulies ("The good wife")
Tatiana Maslany ("Orphan black")
Taylor Schilling ("Orange is the new black")
Kerry Washington ("Scandal")
Robin Wright ("House of cards")


Melhor série de TV – Comédia ou musical
"The big bang theory"
"Brooklyn nine-nine"
"Girls"
"Modern family"
"Parks and recreation"


Melhor ator em série TV – Comédia ou musical
Jason Bateman ("Arrested development")
Don Cheadle ("House of lies")
Michael J. Fox ("The Michael J. Fox show")
Jim Parsons ("The big bang theory")
Andy Samberg ("Brooklyn nine-nine")


Melhor atriz em série de TV – Comédia ou musical
Zooey Deschanel ("New girl")
Edie Falco ("Nurse Jackie")
Lena Dunham ("Girls")
Julia Louis Dreyfus ("Veep")
Amy Poehler ("Parks and recreation")


Melhor minissérie ou filme para TV
"American horror story: Coven"
"Minha vida com Liberace"
"Dancing on the edge"
"Top of the lake"
"The white queen"


Melhor ator em minissérie ou filme para a TV
Matt Damon ("Minha vida com Liberace")
Michael Douglas ("Minha vida com Liberace")
Chiwetel Ejiofor ("Dancing on the edge")
Idris Elba ("Luther")
Al Pacino ("Phil Spector")


Melhor atriz em minissérie ou filme para a TV
Helena Bonham Carter ("Burton and Taylor")
Rebecca Ferguson ("The white queen")
Jessica Lange ("American horror story: Coven")
Helen Mirren ("Phil Spector")
Elisabeth Moss ("Top of the lake")


Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou filme para a TV
Josh Charles ("The good wife")
Rob Lowe ("Minha vida com Liberace")
Aaron Paul ("Breaking bad")
Corey Stoll ("House of cards")
John Voight ("Ray Donovan")


Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie ou filme para TV
Jacqueline Bisset ("Dancing on the edge")
Janet McTeer ("The white queen")
Hayden Panattiere ("Nashville")
Monica Potter ("Parenthood")
Sofia Vergara ("Modern family")


Prêmio Cecil B. DeMille
Woody Allen


'Trapaça' vence o prêmio de melhor filme de comédia ou musical no 71º Globo de Ouro, que acontece neste domingo (12), em Los Angeles. (Foto: REUTERS/Lucy Nicholson)
Trapaça' vence o prêmio de melhor filme de comédia ou musical no 71º Globo de Ouro, que acontece  neste domingo (12), em Los Angeles. (Foto: REUTERS/Lucy Nicholson)

Fonte: G1